DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA NA BIBLIOTECA DE SÃO PAULo

bibliotecasp

Em homenagem ao Dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro, São Paulo vem recheada de programas e atividades para agitar a população durante os três dias do feriado prolongado.

Diversos pontos da cidade recebem programação especial que envolvem shows, oficinas, debates e outras delícias culturais. E o melhor? Tudo de graça! Confira:

A Biblioteca de São Paulo realiza, entre os dias 17 e 20 de novembro, programação especial em homenagem ao Dia da Consciência Negra. A data é dedicada à memória e vida de Zumbi dos Palmares, com atividades que buscam trazer uma reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. O público será convidado a conhecer um pouco mais dessa cultura em oficinas e apresentações musicais. Confira a programação completa!

 

DIA 19, QUINTA-FEIRA

12h30 às 13h30 – Luau BSP

O programa apresenta aos jovens temas relacionados à música, literatura e poesia e oferece espaço para apresentações artísticas. Neste encontro: Africanidades, com uma apresentação ao público da diversidade dos ritmos africanos, das raízes à atualidade.

 

15h às 16h – Pintando o 7

Relação do Brasil-África a partir da linguagem.

 

16h às 17h – Oficina – Bonecas Abayomi

Em homenagem ao Dia da Consciência Negra, os participantes serão convidados a confeccionar releituras de bonecas abayomi e bonecas de palha, inspirado nos brinquedos que as mães traziam nos navios negreiros, a partir de tiras rasgadas de suas saias com a intenção de distrair seus filhos durante a viagem.

 

DIA 20, SEXTA-FEIRA

13h às 15h – Evento: Estéticas e Consciências Negras

No dia que é celebrado o Dia da Consciência Negra, a BSP oferece ao público um evento em que serão tratadas a importância e os desdobramentos que a cultura afrodescendente apresenta em nossa sociedade. No encontro teremos uma oficina de turbantes, ministrada por Preta Rara, apresentações musicais e uma ambientação musical de DJ Niely.

15h – Hora do conto

Do Saara as Savanas- as histórias que a África conta, da tradição oral.

Ricardo A. redator(a)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s